Mitocôndria: Nossa fábrica de energia e muito mais

Hoje eu gostaria de falar um pouco para vocês sobre a mitocôndria. Na medicina atual ela virou uma estrela de grau maior, tamanho a sua importância; mas o que é e onde está localizada?

Bom, todos nós sabemos que os seres vivos são constituídos de células, não é mesmo?

Uma célula, é um ser complexo, constituído por vários órgãos , que no caso dela são denominados organelas. A célula possui várias, para que ela possa cumprir corretamente suas funções.

Para começar, ela apresenta uma membrana, que seria o equivalente a pele da célula. Esta membrana possui a função de proteção, barreira, mas ao mesmo tempo ela também permite que entre e saia da célula substâncias que tem as mais variadas funções. Para isto esta membrana apresenta poros e receptores que vão desempenhar esta função. Preenchendo esta célula, temos um líquido denominado citosol ,que vai dar consistência e nele estão as demais organelas como os lisossomos, que são vacúolos que contém substâncias produzidas dentro da célula; ribossomos e complexo de golgi que produzem estas substâncias; núcleo, aonde está a carga genética da célula que vai determinar todas as características e funções desta célula e por fim, nossa estrela, a mitocôndria.

Numa mesma célula temos várias mitocôndrias e a principal função destas mitocôndrias, é produzir energia para o bom funcionamento desta célula. Sem esta produção de energia, a célula deixaria de desempenhar suas funções e morreria. Vocês começaram a entender o real valor desta organela?

Contando, o fato de que nosso organismo é constituído de bilhares de células, se nós não tivessemos nossas mitocôndrias funcionando direito, nosso organismo não funcionaria nada bem. A ciência hoje resolveu dar o devido valor a nossa estrela e ela vem sendo estudada sistematicamente nestes últimos tempos.

O número de mitocôndrias presentes numa célula depende exatamente da diferença funcional de cada tecido, desta forma o músculo seja ele o que compõem nossa musculatura esquelética, seja ele o cardíaco , possui uma enorme quantidade de mitocôndrias, o mesmo ocorrendo com o tecido cerebral.  Já o tecido adiposo branco, que é nosso tecido de depósito, tem uma quantidade muito pequena de mitocôndrias. Por outro lado, o seu irmão, também conhecido como tecido adiposo marrom, é riquíssimo em mitocôndrias, porque, diferente do branco, a função do tecido marrom é a de produzir energia.

Uma das características interessantes desta organela é que a mitocôndria possui uma carga genética especifica, diferente do DNA nuclear. No ser humano, podemos dizer com certeza que o DNA mitocondrial é de origem materna. Isto ocorre porque quando o espermatozoide fecunda o óvulo, a parte que faz isso é a cabeça do espermatozoide, que não possui mitocôndria. No caso do espermatozoide , as mitocôndrias aparecem em grande quantidade no rabo, já que este precisa produzir uma quantidade enorme de energia para se locomover. Interessante, vocês não acham?

Como eu disse anteriormente, a mitocôndria é uma fábrica de produção de energia. É nela que acontece o que denominamos de respiração celular e produção de ATP.Para que esta respiração celular ocorra, primeiro precisamos de um substrato energético ( glicose, gordura ou proteína) que entra no ciclo do ácido cítrico( também conhecido como ciclo de krebs) para a produção de ATP, este processo, vai produzir calor e é denominado de termogênese.

A principal função do ciclo do ácido cítrico é a produção de energia, mas ele também produz aminoácidos que vão ter outras funções no organismo. Ao final do ciclo tricarboxilico, teremos a formação de moléculas de NAD⁺/NADH⁺, que vão entrar na cadeia de elétrons que é dependendente de oxigênios para a produção de ATP, processo denominado de fosforilação oxidativa.

Bom até aqui, mesmo que por cima, já que todo o processo é longo, descrevi três funções básicas da mitocôndria:

- Termogênese

- Produção de ATP

- Biossintese de moléculas.

Quando ocorre  a fosforilação oxidativa, temos também a formação do radical livre superóxido. A mitocôndria possui um sistema de proteção , com produção de antioxidantes, para o controle destes radicais livres formados, mas quando este sistema de antioxidação está descontrolado, podemos gerar uma cascata de radicais livres que vão acabar com a produção do radical livre denominado radical hidroxila, que vai atacar a membrana mitocondrial e seu nucléolo. Quando este processo começa a sair do controle, a mitocôndria vai fazer sua última função, que denomina-se apoptose.

O que vem a ser apoptose? Por mecanismo próprios, a mitocôndria ativa enzimas denominadas caspazes que vão fazer com que a célula programe sua morte.

Uau! É isso mesmo, a mitocôndria é responsável pela vida celular, mas também pela sua morte. Lindo isso não?

As pesquisas recentes vem ligando a disfunção mitocondrial à uma série de patologias modernas como : obesidade, diabetes tipo II, fibromialgia, Demências senis como Alzheimer, fadiga crônica , envelhecimento precoce, degeneração macular e muito mais.

Mas se ela é tão importante, como podemos preserva-la?

Em primeiro lugar uma alimentação adequada é fundamental, alguns nutrientes são essenciais para o bom funcionamento mitocondrial, como por exemplo vitaminas do complexo B, Magnésio, Carnitina, oxigênio. Um sistema antioxidante forte também é de grande importância, e este também é fornecido por uma dieta equilibrada.

Estimular sua produção, processo denominado de biogenese mitocondrial, seria também de bom tom e isto é possível com a prática de atividade física, atividade cerebral.

Tudo isso depende basicamente de bons hábitos de vida. É lógico que podemos estimular isso com o uso de alguns produtos ( suplementos, medicamentos e fitoterápicos) , mas estes sozinhos não fazem nada.

Stress, sedentarismo, poluição, alimentos ricos em carboidratos simples, alto grau de inflamação, alta produção de radicais livres, fumo, drogas, alcool em excesso, podem ser um vilão para a sua mitocôndria, assim como patologias que diminuam o aporte de oxigênio tecidual.

Se você se preocupa com um envelhecimento saudável e equilibrado, minimizando os danos de um envelhecimento patológico não deixe para mais tarde, comece agora.

Lembre-se, procure sempre a ajuda de um profissional para te orientar nestes caminhos.

Dra Liliane Lemesin
CRM:80189