Envelhecimento Saudável

Movimento surgido nos EUA no inicio da década de 90, o Envelhecimento Saudável ultrapassou os limites das fronteiras americanas, não apenas pelas ideias que advoga, mas principalmente, pela força incontestável dos resultados clínicos. Este movimento habita hoje mais de 105 países e chegou ao Brasil há mais ou menos 10 anos.

Seus procedimentos têm base em tratamentos e pesquisas clínicas, fundamentados por conhecimentos científicos bem documentados em várias áreas, como neurológica, psíquica, endócrina, imunológica, metabólica e nutricional.

É importante ressaltar que não impede o processo de envelhecimento, este é real e nada pode ser feito, sua área de atuação é fazer com que este processo seja natural o que se denomina senescência, envelhecer com vários problemas de saúde denomina-se senilidade e é um processo patológico. Portanto, atuamos no controle e prevenção de todos estes males.

Como agir para conseguir um envelhecimento saudável?

Para que possamos adquirir um envelhecimento saudável (senescência), devemos modular alguns processos biológicos a fim de preservar o seu bom funcionamento e por consequência protegermos o organismo de processos agressivos que muitas vezes são responsáveis pela instalação de doenças crônicas degenerativas que tanto nos perturbam, contribuindo para uma diminuição na qualidade de vida que acompanham muitas vezes o processo de envelhecimento (senilidade). A seguir vamos citar cada passo passível de modulação:

1) Processo oxidativo: a produção de radicais livres em excesso com uma baixa produção de antioxidantes leva a um aumento do stress oxidativo que pode lesionar células e posteriormente tecidos sendo responsável em grande parte pelo aparecimento de doenças degenerativas e câncer.

2) Diminuir o processo de sarcopenia: resulta na diminuição do tecido muscular comum no idoso e que corresponde a dificuldade de deambulação e diminuição da energia tão comum no idoso.

3) Controlar a taxa de açúcar e colesterol: Doses altas de açúcar sanguíneo podem levar a desenvolvimento de diabetes tipo 2 com todas as suas consequências e limitações. Altas doses de colesterol e triglicérides podem causar doenças ateromatosas que são responsáveis por hipertensão arterial, infarto agudo do miocárdio e derrames cerebrais.

4) Melhorar e proteger a função hepática: O fígado é um dos órgãos mais importantes do nosso organismo sendo responsável entre outras coisas pelo processo de metabolismo e pela desintoxicação do organismo.

5) Combater a inflamação crônica: causada principalmente pelo aumento da gordura abdominal, que acaba sendo responsável também pelo aparecimento e perpetuação de patologias como diabetes, doenças autoimunes, câncer, doenças ateromatosas, entre outras. O tecido adiposo visceral produz substancias inflamatórias que atuam neste sentido.

6) Melhorar a resposta imune.

7) Controlar o grau de stress.

8) Restaurar o equilíbrio hormonal: As pausas das glândulas que acontecem com o envelhecimento, diminuem a produção hormonal desequilibrando todo o organismo. Hoje existem trabalhos científicos mostrando os benefícios da suplementação hormonal no processo de envelhecimento. As pausa hormonais ocorrem na tireóide (tireiodeopausa), na adrenal (adrenopausa), na diminuição na produção de GH, hormônio do crescimento (somatopausa), na diminuição na produção dos hormônios femininos, estrógeno e progesterona, tão conhecida como menopausa, na diminuição na produção de testosterona no homem (andropausa), na diminuição na produção de melatonina (melatopausa).

9) Protegendo a função cerebral, visando diminuir ou retardar os processos de demência senil.