Lifestyle Medicine, como aplicar.

A grande magia da Lifestyle Medicine, é que esta modalidade consegue enxergar o paciente como um todo e desta forma é possível individualizar o tratamento.

Para que possamos aplicar a lifestyle medicine, precisamos ter conhecimento amplo em várias áreas da saúde que englobam desde a medicina clinica, como a área de nutrição, de oxidologia, de envelhecimento saudável, da nutrigenética, da psicologia.

O  médico que vai aplicar  a medicina do estilo de vida, tem que estar preparado para trabalhar em conjunto com profissionais de outras áreas,como preparadores físicos, terapeutas, nutricionistas, etc.

Quando um paciente chega em nosso consultório, independente de que ele esteja saudável e tenha vindo apenas para começar a instituir uma melhor qualidade de vida no seu dia a dia ou pelo fato de ele ter queixas, ou já ser portador de doenças crônicas...

Este paciente será submetido sempre à uma anamnese completa, para termos ideia de seus histórico, suas queixas, seus hábitos de vida.

Feito isso, ainda na primeira consulta, solicitamos um check up para este paciente que será relativo a sua idade e ao seu grupo de risco. Muitos colegas acham isso exagerado, mas o objetivo da Lifestyle Medicine é instituir qualidade de vida e um meio de se fazer isso é através da prevenção.

O que objetivamos com tudo isso:
- Traçarmos um perfil bioquimico, nutrológico e endocrinológico de nossos pacientes.
- Avaliarmos inflamação cronica de baixo grau e quadros que possam aumentar o stress oxidativo .
- Avaliarmos a saúde cardiaca , o risco de cancer.
- Avaliarmos a saúde de nosso sistema digestivo e de nosso figado.
- Avaliarmos quando necessário o risco de intoxicações ambientais.
- Avaliarmos o grau de stress e o perfil psicológico.
- Avaliarmos a qualidade do sono.
- Avaliarmos vicios.
- Avaliarmos quando necessário o perfil nutrigenético do paciente.

Só assim, com o paciente devidamente “escaneado” é que podemos instituir uma lifestyle eficaz.

Mas você pode me perguntar, tudo isso é necessário para se prescrever bons hábitos de vida?

Em indivíduos saudáveis, tudo é muito mais simples, mas para aqueles que chegam no consultório, com queixas e já com doenças crônicas instaladas, precisamos avaliar qual será a melhor dieta inicial, o melhor exercício, controlar o grau de stress, instituir maneiras paras se lidar com eles,  se livrar de vícios e compulssões, de inflamação crônica de baixo grau, de aumento de stress oxidativo, de descontrole hormonal e assim vai.

Uma coisa se soma a outra e juntas conseguimos diminuir riscos, aumentar longevidade, criar qualidade de vida.
Por tudo isto, por ser uma medicina integrativa e com visão ampla, que trata a origem da patologia, respeitando a individualidade genética e bioquimica de cada um, a lifestyle medicine, ao meu ponto de vista se mostra uma especialidade essencial para os dias atuais.

Dra Liliane Lemesin
CRM: 80189