Diabetes tipo 2? Como?!

A cada dia que passa aumenta o número de pessoas que desenvolvem diabetes tipo 2 e o pior disto tudo é que cada vez mais jovens e crianças desenvolvem esta doença que vai acompanhá-las pelo resto de suas vidas e muitas consequências junto dela, mas afinal de contas o que está por detrás desta epidemia de diabetes? O que mudou tanto nos dias de hoje? Entendermos o mecanismo de aparecimento desta patologia é a melhor maneira de tentarmos nos livrar do aparecimento dela e de suas complicações.

Por trás de tudo isto está a hiperalimentação e o sedentarismo. Diferente dos nossos ancestrais que precisavam caçar ou colher sua alimentação, hoje basta apenas um click e uma refeição gostosa e altamente calórica está em nossas mãos. Estamos nos enchendo de carboidratos simples que estão escondidos atrás do açúcar, da frutose e da farinha branca que está presente em tudo o que comemos. Na verdade somos viciados em carboidratos e isto acaba com nosso pâncreas e por consequência temos aumento da glicemia sanguínea e todo o estrago que vem disso. Mas como isso acontece?

Quando nos alimentamos com um alimento rico em carboidratos simples (açúcar, frutose, farinha branca), ele cai direto na corrente sanguínea sem que sofra o processo de digestão, isto faz com que uma alta dose de glicose entre na circulação. Como nosso organismo não suporta isso, o pâncreas libera um hormônio denominado insulina que vai colocar todo este açúcar para dentro da célula, fazendo com que a taxa de glicose caia drasticamente. Dentro da célula apenas pequena parte vai ser usada no nosso metabolismo e o excedente vai ser transformado em gordura. Pronto sem açúcar circulante, nosso cérebro grita morto de fome, pois diferente dos demais órgãos que se alimentam de outras substâncias, nosso cérebro utiliza apenas glicose como combustível e lá vai você novamente se empanturrar de alimentos cheios de carboidrato simples e assim o ciclo se instala.

Com o tempo de tanto ser estimulada por insulina nossas células começam a ficar resistentes a ela e o nosso pâncreas começa a produzir cada vez mais insulina. E o que denominamos de hiperinsulinemia, e é a primeira fase do pré-diabetes. Com o aumento da insulina as células ficam cada vez mais resistentes e aí se instala a resistência insulínica verdadeira a segunda fase do pré-diabetes. Até aqui o quadro ainda é revertido com alimentação balanceada e atividades físicas, mas se nada for feito o pâncreas vai entrando em falência e o diabetes então é instalado. Neste momento cerca de 70% das células pancreáticas produtoras de insulina (células β pancreáticas) já foram comprometidas, mas o uso de medicação ainda é possível, com o tempo se o paciente não fizer direito o tratamento todas as células podem ficar comprometidas e o uso de insulina se faz necessário.

O que causa os danos no diabetes é a hiperglicemia que se instala. O diabetes tipo 2, mata! Mas antes que isto ocorra, ele causa muitos danos como cegueira, amputação de pernas e destruição de rins, portanto o paciente diabético acaba numa cadeira de rodas, cego e fazendo diálise, até que seus vasos entupam e ele cause um infarto ou um AVC, que é geralmente a causa da maioria das mortes por diabetes. Portanto não deixe que isso aconteça com você. Se você tiver acima do peso, se você come errado e não se exercita procure ajuda. Você não precisa fazer parte destas estatísticas. Sua saúde está em suas mãos. Marque uma consulta!

DRA LILIANE LEMESIN
CRM: 80189