Transtorno da conduta alimentar

ANOREXIA NERVOSA: Caracteriza-se por perda de peso intensa à custa de dietas rígidas auto impostas, busca desenfreada pala magreza podendo chegar a perda de 85% a mais do peso corporal, associada à distorção da imagem corporal, pois mesmo caquética paciente se vê obesa, ausência de menstruação por pelo menos três meses. Pode apresentar sintomas de purgação como indução de vômitos, uso de laxantes e diuréticos ou ser apenas restritivo aonde existe apenas um controle intenso da alimentação e prática extenuante de exercícios físicos. Como características psicológicas predominantes apresentam:

Baixa auto-estima, sentimentos de desesperança, desenvolvimento insatisfatório da identidade, tendência a buscar a aprovação externa, extrema sensibilidade a criticas e conflitos relativos entre autonomia e dependência . Podem ainda apresentar agressividade, irritabilidade, pensamentos do tipo tudo ou nada, incapacidade de encontrar formas de satisfação, alta exigência e incapacidade de ser feliz. Geralmente pessoas que apresentam o tipo purgativo são mais impulsivas, enquanto aquelas que apresentam o tipo restritivo são mais perfeccionistas e obsessivas. Por todos estes motivos a anorexia é uma patologia de difícil tratamento e engloba uma equipe multidisciplinar com acompanhamento médico, psicológico e nutricional. Exige paciência e apoio tanto da equipe de tratamento como dos familiares em questão.

BULIMIA NERVOSA: Caracteriza-se pela rápida ingestão de grande quantidade de alimento, de maneira desenfreada ou seja sem controle, e após apresentando episódio de compensação que pode ser através de indução de vômitos, uso de laxantes e diuréticos, anorexígenos, dietas intensa e prática de exercícios físicos, abuso de cafeína ou uso de cocaína. Na fase de episódios bulimicos a ingestão pode chegar em média de 3000 a 5000 calorias mas já houve casos de até 20000 calorias. Como características psicológicas estes pacientes apresentam:

Pensamentos e emoções desaptativas, autoestima flutuante, atitudes caóticas em todos os aspectos da vida (hábitos alimentares, estudos, vida profissional e nas relações amorosas e com familiares). Pode ainda ser acompanhada de depressão, angustia, irritabilidade e ideias suicidas; e ainda apresentar dependência química (cocaína e anfetaminas) e comportamentos compulsivos perigosos como promiscuidade sexual e cleptomania.

Transtorno da compulsão alimentar periódica: Caracteriza-se por episódios de ingestão exagerada e compulsiva de alimentos semelhantes aos que ocorrem na bulimia sem que no entanto ocorram os fenômenos compensatórios mas no entanto vem acompanhado de constrangimento, culpa e decepção pela grande quantidade ingerida. Geralmente são indivíduos que estão acima do peso ou são obesos e que tem dificuldade em emagrecer. Estes episódios acontecem pelo menos duas vezes na semana e por um período mínimo de seis meses. Como características psicológicas têm uma grande associação à transtornos psicológicos como depressão, transtorno de imagem corporal, grande susceptibilidade ao stress, baixo auto estima entre outros.

SÍNDROME DO COMER NOTURNO: É caracterizada por um quadro de anorexia diurna acompanhado por uma alta ingestão alimentar entre as 20:00 e 6:00 horas, sendo que estes alimentos podem ser ingeridos antes de dormir ou em períodos em que o individuo acorda de seu sono. Geralmente estes indivíduos apresentam insônia e podem acordar várias vezes a noite. A alimentação noturna geralmente é rica em carboidratos e este quadro está muito ligado à períodos de stress intenso. Este transtorno apresenta como característica bioquímica baixa dosagem de melatonina e de leptina e alta dosagem de cortisol.

ORTOREXIA: É caracterizada por indivíduos que possuem uma grande preocupação com os hábitos alimentares e gastam com isso grande parte do seu tempo planejando, comprando e preparando refeições. Apresentam um traço obsessivo alimentar e um autocontrole rigoroso para não se render as tentações da mesa. Conforme vão adotando comportamentos alimentares mais restritivos podem causar deficiências nutricionais e distúrbios de convívio social. Difere da anorexia pois sua preocupação é estritamente com a saúde e não com o controle de peso.

VIGOREXIA: Hoje conhecida como transtorno dismórfico muscular ou complexo de “Adonis”. É caracterizada pela busca indiscriminada do aumento e da definição da massa muscular através da prática de exercícios físicos, suplementos e até o uso de anabolizantes. Por mais fortes e definidos que estejam os músculos dos indivíduos com vigorexia, eles se sentem fracos, tratando-se portanto de um distúrbio de imagem, assim como acontece na anorexia.

DRUNKOREXIA: É caracterizada por uma mistura de comportamentos que envolvem restrição alimentar, uso excessivo de álcool e vômitos induzidos, sendo também denominada de anorexia alcoólica, esta presente mais frequentemente em mulheres e pode coexistir com quadros de compulsão alimentar, anorexia ou bulimia. Trata-se de um transtorno novo comum em jovens que se inspiram em celebridades e desejam com isso ficarem magras, tomarem porres e se internarem em clinicas de reabilitação, as quais no seu conceito são “chics”, não conseguindo enxergar por trás disso os malefícios causados em seu organismo.

Dra Liliane Lemesin
CRM: 80189